JOGOS OLÍMPICOS

Estádio Olímpico de Atenas

As Olimpíadas de Atenas 2004 foram especiais não somente porque marcaram o retorno ao local onde as Olimpíadas modernas tiveram início em 1896, mas também porque registraram uma série de melhoramentos tanto nas instalações como nos equipamentos para o esporte, atuais ainda nos nossos dias. Um exemplo é a pista Sportflex Super X Performance do Estádio Olímpico, fornecida pela Mondo.

Estádio Olímpico de Atenas
Estádio Olímpico de Atenas
Estádio Olímpico de Atenas
Estádio Olímpico de Atenas
Estádio Olímpico de Atenas
Estádio Olímpico de Atenas
Estádio Olímpico de Atenas
Estádio Olímpico de Atenas
Estádio Olímpico de Atenas
Estádio Olímpico de Atenas
Estádio Olímpico de Atenas
jQuery Slide

Uma estrutura imponente

Ainda antes das intervenções de modernização necessárias realizadas por ocasião das Olimpíadas de Atenas 2004, o Estádio Olímpico da capital grega se apresentava como uma estrutura de aspecto majestoso. Projetado em 1979, o estádio, cujos trabalhos de construção começaram em janeiro de 1980, representou uma das obras arquitetônicas mais interessantes da época, graças também à série de 34 pilastras que foram instaladas para suportar as tribunas. Com os trabalhos finalizados, a característica mais evidente da nova instalação eram os quatro pilares pendentes munidos de refletores que ficam acima do estádio, cada um com 62 metros de altura. Os trabalhos terminaram em 1982, e em setembro do mesmo ano o então presidente grego Kostantinos Karamanlis inaugurou a nova estrutura por ocasião dos Campeonatos Europeus de Atletismo , primeiro grande evento esportivo sediado  no Estádio Olímpico. A estrutura permaneceu praticamente sem mudanças até ao verão de 2002, quando, em vista das Olimpíadas de 2004, começaram os trabalhos de renovação não somente do estádio, mas de todo o Athens Olympic Sports Complex.

O novo Estádio Olímpico

A intervenção mais importante e mais vistosa que envolveu o Estádio Olímpico de Atenas foi a adição da suntuosa cobertura, que o transformou em uma perfeita obra de arte arquitetônica. Aplicando as leis da física a um design  simples, o arquiteto espanhol Santiago Calatrava projetou uma cobertura que se apresenta como um enorme entrelaçamento de tubos de aço e vidro azul, uma estrutura enorme: 304 metros de comprimento, 206,7 metros de largura e 72 metros de altura, para um peso total de 18.000 toneladas.

 Apesar das muitas críticas recebidas e do ceticismo que inicialmente tinha recoberto o projeto, a complexa instalação foi terminada a tempo para poder sediar sem problemas a cerimônia inaugural das Olimpíadas de Atenas. Os trabalhos terminaram em 30 de julho de 2004, somente duas semanas antes do início dos Jogos, condicionando o trabalho de quem se ocupava da pista e dos equipamentos no interior do estádio. “Os trabalhos para a instalação da cobertura atrapalharam o nosso trabalho e então precisamos correr de modo inverossímil para poder terminar a tempo - recorda Andrea Vallauri, responsável pela Divisão de Esportes de Mondo -. Conseguimos finalizar tudo enquanto os atletas estavam chegando. Os problemas causados pela dificuldade da montagem da cobertura do estádio fizeram atrasar em pelo menos quatro meses a finalização dos trabalhos”.

Mais luz sobre a pista

A cobertura, projetada para resistir a ventos de até 120 km/h, é formada por duas semicoberturas que, uma vez aproximadas, deixam livre uma área elíptica sob a qual se encontra o campo de jogo. É interessante notar como a estrutura se apoia somente nos quatro pontos em que os arcos se interceptam, não tendo nenhum contato com a instalação pré-existente. Feita de policarbonato, a parte transparente da cobertura garante condições ideais para atletas e espectadores durante as competições e, além disso, consegue melhorar a iluminação e, consequentemente, as transmissões televisivas. Inicialmente, Calatrava havia pensado no vidro para os painéis transparentes, mas acabou escolhendo um policarbonato especial, muito mais leve que o vidro. Em relação à pista do Estádio Olímpico, Mondo forneceu a superfície Sportflex Super X Performance. “Tratava-se de uma novidade - recorda Vallauri

- porque, naquela ocasião, trocamos a formulação e também o desenho da parte alveolar inferior foi ligeiramente modificado, para melhorar ainda mais o produto. Os organizadores, além disso, tinham-nos pedido que mudássemos ligeiramente a cor vermelha da pista, deixando-a um pouco mais escura”. A solução Mondo utilizada para a pista do Estádio Olímpico foi a última evolução do manto Sportflex Super X, que depois foi utilizado até as Olimpíadas de Pequim 2008, quando Mondo forneceu a pavimentação Mondotrack.

Olympic Athletic Center de Atenas

O Estádio Olímpico se encontra dentro do Olympic Athletic Center de Atenas, no distrito de Marousi, que é conhecido com o nome de OAKA, vindo das iniciais do nome em grego.

Além do estádio, nesta área estão presentes outras quatro instalações esportivas que, juntamente com outras estruturas dedicadas ao esporte, constituíram o coração das Olimpíadas de 2004: o Indoor Hall, que durante os Jogos foi a maior instalação coberta a ser utilizada, sediando as competições de ginástica artística e as finais do torneio de basquete, o Aquatic Centre, o Velodrome e o Tennis Centre. A construção do complexo, iniciada em 1980, teve um período de desenvolvimento bastante longo: o Velodrome e o Aquatic Centre foram inaugurados em 1991, o Indoor Hall em 1995 e o Tennis Centre em 2004. Assim como o Estádio Olímpico, também as outras estruturas do complexo OAKA entraram no projeto de re-estruturação confiado ao arquiteto Calatrava. O seu objetivo principal foi a pesquisa da harmonia e da homogeneidade das diferentes estruturas de um ponto de vista arquitetônico. Entre as intervenções, houve a criação de quatro novas praças que representassem as entradas em OAKA, com uma área comum, agora, inspirada no local de encontro dos gregos antigos. Foi feita a Plaza of the Nations, uma espécie de anfiteatro ao ar livre capaz de conter mais de

300.000 pessoas, e, nos bordos da praça, foi instalada a Nations Wall, uma escultura de tubos de aço projetada de tal modo a mover-se de forma ondulante que se tornou imediatamente o símbolo de todo o complexo esportivo. No interior do OAKA, a intervenção de Mondo foi maciça. “Além da pista para o estádio, fornecemos também a pavimentação para as duas pistas de treinamento, todos os percursos entre as pistas de treinamento, as áreas de aquecimento e a pista principal. Foram utilizados 30.000 m2 de pavimentação esportiva sintética”, confirma Vallauri.

Para ligar as duas pistas de treinamento à pista principal, os atletas deviam percorrer caminhos que, de acordo com o regulamento, foram recobertos com o mesmo material da pista principal. Os atletas, de fato, caminhando com os sapatos com pregos, devem poder se mover em segurança.

Um empenho total

Por ocasião de Atenas 2004, pela primeira vez, Mondo forneceu também os equipamentos para o atletismo. “Produzimos uma nova série chamada Atenas - comenta Vallauri -, com um desenho e uma aparência especiais, e aqueles modelos foram utilizados nos anos seguintes até os Campeonatos do Mundo de Daegu 2011, quando utilizamos uma nova série. A próxima série, que será utilizada durante as Olimpíadas de 2012, se chamará Londres”. A ótima relação estabelecida entre a empresa italiana e o Comitê Organizador permitiu a Mondo propor um pacote que oferecesse, além dos produtos e os equipamentos, também serviços.

“A relação com o comitê organizador foi ótima. Estávamos diante de pessoas decididamente especialistas. Para nós, foi a primeira Olimpíada em que fornecemos assistência técnica: ocupamo-nos da limpeza dos campos, das pistas e dos equipamentos, fizemos os reparos dos materiais quando foi necessário, e assim por diante. Foi um serviço de 360° muito apreciado que foi possível graças à ótima relação estabelecida com o Comitê Organizador”, conclui Vallauri.

EN RESUMO

Olimpíadas
Abertura: 13 de agosto de 2004
Encerramento: 29 de agosto de 2004
Atletas participantes: 10.625
Estádio Olímpico
Medida do campo: 105 x 68 m
Capacidade: 69.618, 68,079, 55.000
Tribuna da imprensa: 480
Ano de inauguração: 1982
Superfície do Estádio: 127.625 m2
Trabalhos de re-estruturação: 2002-2004
Proj. cobertura: Studio Calatrava Vals
Área coberta: 54.350 m2
Dimensões: 260,3 x 208,8 m

MONDO OLIMPÍADAS

s
London 2012
s
Sydney 2000
s
Atlanta 1996
s
Barcelona 1992
s
Seoul 1988
s
Los Angeles 1984
s
Moscow 1980
s
Montreal 1976